PF faz varredura em gabinete presidencial de Lula no Palácio do Planalto

A Polícia Federal iniciou nesta segunda-feira uma varredura no Palácio do Planalto para receber o presidente Luiz Inácio Lula da Silvas (PT). A verificação começou pelo gabinete presidencial e está sendo feita por etapas, para checar a existência de grampos, eventuais explosivos ou outros materiais suspeitos.

Governo Lula: acompanhe o segundo dia de posse dos ministros

Leia mais: Dino diz que enviará ofício ao STF oferecendo PF para investigar ameaças a ministros da Corte

Até que o procedimento e outras adaptações sejam concluídas, Lula tem despachado de um hotel na área central de Brasília. Na segunda-feira, Lula passou o dia no Itamaraty em conversas bilaterais com autoridades estrangeiras.

A varredura será feita em outros setores do Planalto conforme demanda dos novos ministros palacianos. Gradativamente, todo prédio passará pelo procedimento, que não tem previsão de conclusão, segundo policiais envolvidos no trabalho. Embora seja uma verificação padrão, a varredura é feita por desconfianças do atual governo em relação às equipes do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

m

O mesmo procedimento será feito nos próximos dias no Palácio da Alvorada, residência oficial do presidente da República. A varredura no Alvorada iniciará após a área logística liberar o palácio, que está passando por adaptações e troca de móveis e mobília. Só após essas mudanças, a PF fará a varredura no Alvorada.

A varredura por locais em que o presidente da república circula é procedimento padrão. Pela equipe de segurança de Lula, foi adotado durante toda a campanha a campanha por locais onde petista circulou e durante a transição, tanto no hotel quando no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), sede da equipe em Brasília até o momento da posse.