PF identifica empresários que financiaram atos terroristas no DF e mira políticos

Agora, corporação busca políticos que estariam por trás do episódio

PF identifica empresários responsáveis por financiar a invasão terrorista de domingo (AP Photo/Eraldo Peres)
PF identifica empresários responsáveis por financiar a invasão terrorista de domingo (AP Photo/Eraldo Peres)
  • PF identifica empresários responsáveis por financiar atos terroristas em Brasília

  • Agora, a corporação busca a ligação deste grupo com políticos

  • Vândalos invadiram e depredaram prédios dos Três Poderes no último domingo

A Polícia Federal identificou um grupo de empresários responsáveis por financiar os atos terroristas promovidos por apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) no último domingo, em Brasília.

De acordo com informações do blog de Valdo Cruz, no portal g1, o grupo de financiadores foi encontrado após breve investigação da PF. Não foram reveladas, porém, as identidades dos envolvidos.

Até porque a corporação, agora, trabalha para aprofundar a apuração, uma vez que os tais empresários estariam ligados a lideranças políticas que teriam articulado a invasão aos prédios dos Três Poderes no fim de semana.

Lula também foi informado de influência política

Essa é uma informação obtida também pela Presidência da República. A equipe de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) entende que políticos bolsonaristas mantinham contato com os empresários golpistas que bancaram a manifestação terrorista.

“Não podemos apenas punir quem invadiu, mas também quem financiou e quem articulou politicamente. Esse é um movimento golpista, político, não é algo de um grupo isolado que agiu espontaneamente", afirmou um assessor de Lula ao blog de Valdo Cruz.

A avaliação de pessoas próximas ao petista é de que o movimento bolsonarista sai enfraquecido após os atos de vandalismo, uma vez que até antigos apoiadores do ex-presidente se manifestaram contra as cenas de violência vistas na capital federal.