PF investiga cinco suspeitos de envolvimento em morte de Bruno Pereira e Dom Phillips

Após divulgar, ontem, a confissão de Amarildo da Costa Oliveira, conhecido como "Pelado" de participação em assassinato do indigenista Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips, a Polícia Federal teria começado a investigar a participação de cinco suspeitos no caso. A informação é de fontes de PF à GloboNews na manhã desta quinta-feira.

Segundo as informações colhidas pela GloboNews, há três suspeitos de envolvimento direto na morte de Bruno e Phillips; um suposto envolvido na tentativa de ocultar os remanescentes mortais, já recolhidos pela PF e enviados para análise da perícia, e um possível mandante.

Ontem à noite, a PF disse em entrevista coletiva à imprensa que há indícios mais fortes sobre os executores, a serem confirmadas, e que "mais prisões poderiam acontecer em breve".

Na manhã desta quinta-feira, a PF iniciou as buscas pela embarcação de vítimas no local indicado por Pelado, durante reconstituição do percurso que criminosos teriam feito. Ela teria sido afundada em rio após o assassinato. Ontem à noite, o assessor jurídico da Univaja, Eliésio Marubo, disse em entrevista que um terceiro suspeito havia sido preso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos