PF investiga se rompimento de cabo gerou falha em sistema de votação da PEC Eleitoral na Câmara

BRASÍLIA — A Polícia Federal (PF) investiga se a falha no sistema remoto de votação da PEC Eleitoral na Câmara dos Deputados, ocorrida na terça-feira, teria sido provocada pelo rompimento de cabos que fornecem internet à Casa. Até o momento, não há indícios de ataque hacker.

A origem do rompimento desses cabos seria uma obra viária feita na região. Uma equipe da PF se deslocou ainda na noite de terça-feira à Câmara para colher as provas necessárias para a investigação.

Os peritos da corporação extraíram cópia dos registros de acesso aos sistemas de informática da Casa, para verificar se houve algum acesso indevido que indicasse sabotagem ou ataque hacker.

Até o momento, entretanto, a principal linha de investigação é de que houve falha técnica por causa desse rompimento.

Em nota, a PF afirmou que foi acionada "para apurar falhas na internet e inconsistências no sistema de votação" e que fez "primeiras verificações" na Câmara. De acordo com a corporação, foi instaurado um "procedimento preliminar de apuração" e "e as diligências continuam a fim de esclarecer prontamente o ocorrido".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos