PF prende boliviano que mantinha três adolescentes em trabalho análogo à escravidão, em SP

·1 min de leitura

RIO — Um boliviano foi preso em flagrante nesta quinta-feira por manter três menores de idade sob condições análogas à escravidão em uma casa na cidade de Bady Bassitt (SP). As vítimas também são naturais da Bolívia.

O suspeito foi preso pela Polícia Federal (PF). Os agentes chegaram à residência após uma das três adolescentes retidas ter conseguido fugir. Ela avisou uma conselheira tutelar de Bady Bassitt.

De acordo com a PF, os agentes constataram que as vítimas viviam em situação degradante. Os policiais também observaram que as adolescentes eram mantidas sob total controle por parte do boliviano adulto, inclusive com a locomoção restrita.

As três vítimas estão em situação irregular no país. Uma delas está grávida. Segundo a corporação, elas eram mantidas no local sob condições insalubres e obrigadas a trabalhar por várias horas, sem a contrapartida de descanso e salário.

O crime de redução de trabalhadores à condição análoga à escravidão é tipificado no artigo 149 do Código Penal, e prevê pena de 2 a 8 anos de reclusão, além de multa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos