PF prende brasileiro suspeito de envolvimento com radicais no exterior para "atos de terrorismo"

·1 minuto de leitura
Viatura da Polícia Federal no Rio de Janeiro

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira um brasileiro suspeito de envolvimento direto com radicais islâmicos no exterior, como parte de operação que investiga possíveis atos preparatórios de terrorismo.

Em comunicado, a PF informou que investigações apontam para o recrutamento e radicalização por meio virtual de um jovem, que passou a assumir uma visão religiosa extremista e violenta, com potencial para provocar atos definidos em lei como terrorismo.

Segundo a corporação, a pessoa manifestou interesse em viajar para outros países, como o Iraque, e incorporar-se a organizações terroristas.

"Além disso, o investigado circulou vídeos em grupos na internet em que, encapuzado, exibia armas, munição, rádio comunicador, cédulas de dólares americanos, dentre outros itens, proferindo conteúdo extremista e manifestando desejo de executar mortes de inocentes em uma ação suicida", afirmou a PF.

A PF informou que a Justiça Federal do Maringá (PR) determinou o cumprimento de mandados de prisão temporária e busca e apreensão -- foram apreendidos uma espingarda calibre 32 e muitos simulacros de arma.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos