PF prende dono de areal ilegal próximo ao Rio Guandu, na Baixada Fluminense

·1 min de leitura

A Polícia Federal prendeu em flagrante na manhã desta quarta-feira o dono de um areal irregular que funcionava em Seropédica, próximo ao Rio Guandu, principal fonte de abastecimento de água do estado.

Batizada de Operação Peneira, a operação conjunta criada para reprimir extração mineral clandestina na região contou com agentes da Delegacia de Repressão a Crimes contra o Meio Ambiente e Patrimônio Histórico (DELEMAPH) e da Delegacia de Polícia Federal em Nova Iguaçu.

O nome do preso não foi divulgado. Além dele, foram apreendidos documentos, um caminhão e uma retroescavadeira. Também foram coletadas informações que poderão ajudar nas investigações contra outros envolvidos na atividade ilegal.

De acordo com a polícia, a região é conhecida por abrigar locais de retirada de areia sem autorização do poder público, que além de configurar crime de usurpação do patrimônio da União (subsolo) causa grave prejuízos ambientais, como a supressão da vegetação, o afugentamento de animais, a contaminação da água por combustíveis, óleos lubrificantes, substâncias revolvidas do próprio solo e alteração de lençóis freáticos.

A Operação Peneira foi batizada por referência a separação entre atividades autorizadas e clandestinas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos