PF prende em flagrante homem que estava com arara-canindé em shopping da Barra da Tijuca

·1 min de leitura

RIO - A Polícia Federal prendeu em flagrante, na tarde desta quinta-feira, um homem que retirava uma arara-canindé de uma clínica veterinária no Barrashopping, na Barra da Tijuca. Ele carregava consigo documentos falsificados da ave, que também tinha uma anilha falsa.

A ação foi realizada pela Delegacia de Repressão a Crimes contra o Meio Ambiente e Patrimônio Histórico (DELEMAPH).

O animal estava com a pata direita quebrada. De acordo com a PF, ele receberá os cuidados devidos para sua recuperação. A espécie, que está em risco de extinção, é bastante procurada no mercado ilegal e chega a ser comercializada por valores superiores a R$ 6 mil.

O homem foi encaminhado à Superintendência da PF no Rio. O crime de uso de documentos falsos pode chegar a 5 anos de reclusão. Ele também foi autuado administrativamente pelo IBAMA pela irregularidade na documentação da ave.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos