PF prende homem que ameaçou Lula em redes sociais

O presidente Luiz Inacio Lula da Silva durante evento no Palácio do Planalto em Brasília, em 19 de janeiro de 2023 (Foto: Adriano Machado/Reuters)
O presidente Luiz Inacio Lula da Silva durante evento no Palácio do Planalto em Brasília, em 19 de janeiro de 2023 (Foto: Adriano Machado/Reuters)

Um homem foi preso pela Polícia Federal de Roraima, suspeito de incentivar a violência contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) . A prisão aconteceu na noite de sexta-feira (20), em Boa Vista (RR).

Após denúncia de mortes de crianças Yanomami por desnutrição grave: Funai e Ministério da Saúde montam estratégia emergencial

Vítimas de desnutrição: Lula decide visitar crianças indígenas Yanomami em Roraima

Em um publicação nas redes sociais sobre a visita de Lula ao estado de Roraima neste sábado, o homem teria comentado que ‘seria a hora de colocar a bala na cabeça dele’.

Segundo nota divulgada pela PF-RR, publicada pela "Folha de S. Paulo", o suspeito foi encaminhado ao sistema prisional onde ficará à disposição da Justiça.

Na manhã deste sábado (21), Lula desembarca em Boa Vista (RR) para acompanhar os trabalhos dos ministérios dos Povos Indígenas e da Saúde na Terra Indígena Yanomami. O Ministério da Saúde declarou, na noite de sexta-feira, emergência de saúde pública para enfrentar à desassistência sanitária das populações no território Yanomami.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Nas redes, o presidente disse que as informações recebidas indica “absurda situação de desnutrição de crianças Yanomami”. Localizada em Roraima e Amazonas, a região tem cerca de 30,4 mil habitantes e é alvo da forte presença do garimpo ilegal. Entre as marcas deixadas pela ilegalidade, a população sofre com a poluição de rios e contaminação de peixes por mercúrio e danos ambientais, além da falta de segurança.

Como estão sendo os primeiros dias do governo Lula?