PF prende suspeito de ataque hacker ao sistema do TSE

Colaboradores Yahoo Notícias
·1 minuto de leitura
Agência Brasil
Agência Brasil

A Polícia Federal prendeu neste sábado (28) um suspeito de ataque hacker ao sistema do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) durante o primeiro turno da eleições municipais, informou a CNN Brasil.

De acordo com a emissora, a prisão ocorreu em Portugal em parceria com a polícia local. Buscas estão sendo realizadas no Brasil em relação à investigação ao ataque no dia 15 de novembro.

Leia também

Nesta semana, o grupo português CyberTeam, liderado pelo hacker conhecido como Zambrius, assumiu publicamente a autoria do vazamento de dados privados e do ataque cibernético ao TSE durante o primeiro turno das eleições municipais.

O CyberTeam disse ter atacado ao menos outras 61 páginas com o domínio ".br" neste ano, incluindo sites do Ministério da Saúde, prejudicando a divulgação de dados sobre o novo coronavírus.

O ataque hacker não influenciou a apuração dos votos no primeiro turno do pleito municipal. O que houve foi uma tentativa de ataque com acessos em massa, para derrubada do sistema do TSE, o que não envolve sequestrar dados, apenas sobrecarregar o sistema. Essa ação foi neutralizada. Além disso, durante a votação, as urnas não ficam em rede, e, portanto, não seriam afetadas mesmo que o ataque fosse bem-sucedido.