PF recupera mais uma obra furtada da Igreja Matriz Nossa Senhora do Pilar

Extra
·1 minuto de leitura

A Polícia Federal recuperou, na tarde desta sexta-feira, a sétima obra, desde 2016, pertencente ao acervo da Igreja Matriz Nossa Senhora do Pilar, em Duque de Caxias, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional desde 1938, e que sofreu uma série de furtos durante mais de 40 anos, entre os anos 1960 e 2000.

Funcionários da Mitra Diocesana de Duque de Caxias com apoio de historiadores e restauradores realizam um trabalho contínuo de identificação e monitoramento de leilões de arte sacra.

A Igreja Nossa Senhora do Pilar tem ainda, além de imagens desaparecidas, talhas decorativas e estruturais. Todas foram furtadas entre os anos 1960 e 2000.

Construída em 1728, a Igreja do Pilar, desde janeiro, passa por uma ampla restauração. O Iphan designou cerca de R$ 2 milhões para as intervenções, que devem ser concluídas até o fim deste ano.