PF toma depoimento de presidente do PCO para apurar ataques ao Supremo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A Polícia Federal toma na tarde desta terça-feira o depoimento do presidente do PCO (Partido da Causa Operária), Rui Costa Pimenta, para obter esclarecimentos sobre ataques feitos pela legenda ao Supremo Tribunal Federal (STF).

O depoimento foi determinado pelo ministro Alexandre de Moraes dentro do inquérito das fake news. Na publicação, a legenda de extrema esquerda fez críticas à Corte e defendeu a sua "dissolução", o que seria inconstitucional.

As postagens do partido nas redes, segundo o ministro, atingiram a honra e a segurança do STF e do TSE:

"Efetivamente, o que se verifica é a existência de fortes indícios de que a infraestrutura partidária do PCO, partido político que recebe dinheiro público, tem sido indevida e reiteradamente utilizada com o objetivo de viabilizar e impulsionar a propagação das declarações criminosas, por meio dos perfis oficiais do próprio partido, divulgados em seu site na internet", afirmou o ministro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos