PF usa Lei de Segurança Nacional para indiciar homem acusado de defender atentado a Bolsonaro

O Globo

BRASÍLIA — A Polícia Federal (PF) indiciou um homem pelo crime de atentado contra a liberdade pessoal do Presidente da República, previsto na Lei de Segurança Nacional. De acordo com PF, o homem ameaçou atacar o presidente Jair Bolsonaro durante uma visita a Três Corações (MG), em novembro do ano passado.

O homem, de 25 anos, trabalhava como terceirizado na Escola de Sargentos das Armas, onde Bolsonaro participou de uma solenidade de formatura do Curso de Sargentos.