PF usa Lei de Segurança Nacional para indiciar homem acusado de ameaçar Bolsonaro

·1 minuto de leitura
Foto: Marcos Corrêa/Presidência/29-11-2019
Foto: Marcos Corrêa/Presidência/29-11-2019

BRASÍLIA — A Polícia Federal (PF) indiciou um homem pelo crime de atentado contra a liberdade pessoal do Presidente da República, previsto na Lei de Segurança Nacional. De acordo com PF, o homem ameaçou atacar o presidente Jair Bolsonaro durante uma visita a Três Corações (MG), em novembro do ano passado.

O homem, de 25 anos, trabalhava como terceirizado na Escola de Sargentos das Armas, onde Bolsonaro participou de uma solenidade de formatura do Curso de Sargentos.

Segundo a PF, ele publicou em uma rede social diversas mensagens, em texto e vídeo, demonstrando a intenção de atacar o presidente. Em um dos vídeos, ele afiava o cabo de uma escova de dente. O crime prevê uma pena de prisão de quatro a 12 anos de prisão.