PGR deve apresentar mais denúncias contra golpistas, com base em informações de Lira

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A Procuradoria Geral da República deve apresentar novas denúncias ainda nesta semana contra manifestantes golpistas que invadiram e depredaram as sedes dos Três Poderes em Brasília, no último dia 8 de janeiro.

Elas devem ter como base informações entregues nesta segunda-feira (16) pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), ao procurador-geral, Augusto Aras. Lira apresentou notícia-crime contra acusados de vandalizar as dependências da Casa.

O material é menos volumoso do que o que foi repassado pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), que gerou 39 denúncias pela PGR. Por isso, essa nova leva de denúncias tende a ser um pouco menor.

As medidas judiciais contra os golpistas vêm sendo conduzidas pelo subprocurador-geral, Carlos Frederico Santos, indicado por Aras para cuidar do caso.