PGR é acionada para investigar filho do ministro Queiroga

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Marcelo Queiroga, ministro da Saúde (Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
Marcelo Queiroga, ministro da Saúde (Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images)

A PGR (Procuradoria-Geral da República) foi acionada para investigar supostas irregularidades feitas pelo filho do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Conhecido como “Queiroguinha”, Antônio Cristóvão Neto, de 23 anos, é estudante de medicina e pré-candidato a deputado federal pelo PL, mesmo partido do presidente Jair Bolsonaro (PL), da Paraíba.

O deputado Bira do Pindaré (PSB-MA) apresentou a representação com o pedido após uma reportagem do jornal O Globo apontar que o jovem tem intermediado demandas de municípios do estado.

Segundo relatos de prefeitos, o pré-candidato tem percorrido cidades do interior prometendo recursos para a compra de aparelhos de raio-X a ambulâncias.

Na representação, Bira do Pindaré diz que “a eventual intermediação de recursos públicos, tendo como contrapartida a vantagem indevida de apoio político-eleitoral, é conduta odiosa e recriminada tanto na legislação comum como na especial.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos