PGR sugere uso da Força Nacional no MT para desbloquear rodovias

Aras enviou ofício ao Ministério da Justiça indicando uso da Força Nacional no MT contra bloqueios em rodovias. (Foto: Mateus Bonomi/Anadolu Agency via Getty Images)
Aras enviou ofício ao Ministério da Justiça indicando uso da Força Nacional no MT contra bloqueios em rodovias. (Foto: Mateus Bonomi/Anadolu Agency via Getty Images)
  • Aras enviou ofício ao Ministério da Justiça indicando uso da Força Nacional no MT contra bloqueios

  • Mensagem ocorre após reunião de Aras com representantes do Ministério Público de diversos estados

  • Os 13 bloqueios e as cinco interdições ainda registradas pela PRF ocorrem no Mato Grosso

O Procurador-Geral da República, Augusto Aras, sugeriu ao governador do Mato Grosso, Mauro Mendes (União Brasil), que solicite reforço de agentes da Força Nacional para a desobstrução de rodovias federais no Estado.

Desde o dia 30 de outubro, manifestantes bolsonaristas têm promovido atos com bloqueios irregulares das rodovias enquanto pedem apoio das Forças Armadas para um golpe de estado. Eles desaprovam o resultado das eleições presidenciais que deram vitória a Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Em ofício, Aras aponta que as forças de segurança utilizadas até agora contra as paralisações ainda não foram suficientes para desobstruir todas as vias. A mensagem ocorreu após decisão tomada em reunião da Comissão Permanente de Atuação Coordenada para a Prevenção e Resolução de Crises e Conflitos (Cpac), na sede da PGR, em Brasília. As informações são do jornal Valor Econômico.

No encontro, representantes do Ministério Público no Pará, Paraná, Rondônia e Mato Grosso relataram aumento e até situações de violência nos atos de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Após a reunião, o PGR contatou o Ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, apontando o Mato Grosso como a situação mais grave. Segundo Aras, seria necessário que o governo estadual solicitasse o apoio da Força Nacional.

Em resposta, o ministro informou que vai mandar o contingente imediatamente para Rondônia. Todavia, nos demais Estados, ele considerou que os episódios são “eventuais”.

Um balanço divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) nesta terça-feira (22) indica que ainda restam 13 interdições e cinco bloqueios em rodovias federais. Todas as situações ocorrem no Mato Grosso, nos municípios de Campos de Júlio, Lucas do Rio Verde, Primavera do Leste, Sapezal e Sorriso.