Philipp Lahm defende que jogadores de futebol não deveriam 'sair do armário'

·1 minuto de leitura

O ex-jogador Philipp Lahm aconselhou os jogadores de futebol homossexuais a não revelarem a orientação sexual nem publicamente, nem para os companheiros de time. A ideia foi divulgada na autobiografia do alemão, "O jogo: o mundo do futebol", segundo o jornal Bild.

"Ainda falta aceitação no mundo do futebol e na sociedade em geral", diz o ex-capitão do Bayern de Munique, em trecho do livro.

Ele afirmou que rivais e torcedores não têm a maturidade necessária para aceitar um jogador homossexual.

"Ele não poderá contar com essa mesma maturidade de todos os seus rivais ou nos estádios onde vai jogar. Eles teriam que suportar insultos e difamações. Quem aceitaria?",

Segundo ele, falta de aceitação tanto no mundo do futebol como na sociedade em geral.

Um colega de Lahm, Thomas Hitzlsperger, anunciou sua condição sexual após encerrar sua carreira, em 2014.

“Parece prudente que ele ousou dar o passo e tornar pública sua homossexualidade somente após encerrar sua carreira de jogador de futebol ativo”, concluiu o ex-lateral.