PIB paulista cresceu 1,7% no primeiro trimestre, acima da média nacional

·1 minuto de leitura

SÃOPAULO - A economia paulista cresceu 1,7% no primeiro trimestre desteano, em relação aos últimos três meses de 2020, segundo dados daFundação Seade divulgados nesta quarta-feira pelo governo de SãoPaulo. O desempenho ficou acima da média nacional. O PIB brasileiroaumentou 1,2% no período.

Aprojeção do governo paulista é que o Produto Interno Bruto (PIB)do estado chegue ao fim deste ano com crescimento entre 6% e 7,6%acima de 2020.

--A economia paulista deu mais um sinal de força ao se expandir mesmoem meio à pandemia - afirmou Henrique Meirelles, secretário daFazenda e Planejamento.

Ossetores que mais se destacaram de janeiro a março foram indústria,com alta de 2,8%, e serviços, com 1,2%.

SegundoMeirelles, o setor de comércio não registrou crescimento, mas seacomodou no mesmo patamar do fim de 2020, quando havia crescido 4% deoutubro a dezembro.

Em2020, primeiro ano da pandemia, o PIB brasileiro caiu 4,1%, enquantoa economia paulista cresceu 0,3%.

Nestaquarta-feira, o governador João Doria anunciou um programa que prevêdescontos em juros e multas de IPVA e ICMS, que visa arrecadar cercade R$ 4,5 bilhões. O programa atinge 27 mil contribuintes do ICMS ecerca de 1,4 milhão de IPVA.

Pessoasfísicas e empresas de micro e pequeno porte, como por exemplo barese cafés, poderão ter desconto de até 40% nos juros e nas multas deICMS e IPVA. Poderão ser parcelados em até 60 vezes débitos deICMS do ano de 2020 já inscritos em dívida ativa.

Odesconto para IPVA poderá ser obtido para dívidas de 2017 a 2020, apartir do dia 15 de junho. No caso do ICMS, o desconto começou a seraplicado no início deste mês.