Piloto de avião é demitido por companhia aérea após dormir durante voo

Um piloto de avião foi demitido da companhia aérea Ita Airways por dormir em pleno voo, deixando a aeronave ultrapassar aeroportos de desembarque, na Itália. O outro piloto do voo, que vinha de Nova York com destino a Roma, estava na sua hora de descanso programada.

O caso aconteceu no dia 30 de abril e veio à público no último sábado, em reportagem do jornal italiano La Reppublica. A aeronave era um modelo Airbus A330-200.

O voo AZ609 teria ficado cerca de pelo menos 10 minutos sem nenhum piloto consciente abordo. Foi esse o tempo que o controle de tráfego aéreo demorou para fazer contato com a dupla na cabine.

A falta de contato aconteceu quando a aeronave sobrevoava território francês. A falta de contato com os pilotos fez soar um alerta de possível ataque terrorista, e as autoridades francesas alertaram aos italianos da possibilidade do avião ter sido sequestrado.

De acordo com jornal britânico The Independent, dados mostram que o avião não sofreu perda de altitude durante o intervalo de tempo em que ficou incomunicável.

Segundo a Ita Airways, uma investigação foi feita para averiguar o que ocorreu na cabine do avião. Como resultado dela, um piloto foi desligado da empresa por não agir de acordo com normas de segurança.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos