Piloto de avião com cocaína foi já vice-prefeito e vereador no Mato Grosso do Sul

·1 minuto de leitura
Avião foi interceptado no Mato Grosso do Sul (Foto: Sargento Bianca/CECOMSAER e Polícia Federal)
Avião foi interceptado no Mato Grosso do Sul (Foto: Sargento Bianca/CECOMSAER e Polícia Federal)

No último domingo, 2, a Força Aérea Brasileira interceptou dois aviões no Mato Grosso do Sul e encontrou mais de uma tonelada de cocaína. Um dos envolvidos no tráfico da droga é Nélio Alves de Oliveira, de 70 anos. Ele é político e já ocupou os postos de vice-prefeito e presidente da Câmara Municipal de Ponta Porã.

Além de Nélio Alves de Oliveira, que era o piloto, também foi identificado Júlio César Lima Benitez, 41 anos, copiloto do avião. Os dois foram presos. O avião transportava cerca de 500 quilos da droga.

Nélio Alves de Oliveira foi vereador de Ponta Porã entre 1981 e 1983 e, em 1988, foi eleito vice-prefeito na chapa de Carlos Fróes.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Segundo informações do portal Campo Grande News, em 2016 ele foi condenado por fazer parte de uma organização criminosa comandada pelo traficante Jorge Rafaat. Na ocasião, o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, concedeu habeas corpus.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos