Piloto interrompe voo e volta a aeroporto de SP após passageiro fumar no avião

·1 min de leitura
Latam confirmou o episódio - Foto: Getty Images
Latam confirmou o episódio - Foto: Getty Images
  • Avião havia acabado de decolar do aeroporto de Guarulhos quando um passageiro acendeu um cigarro

  • Os tripulantes notaram e alertaram o piloto, que decidiu voltar à pista

  • Passageiro foi expulso do avião e, segundo o Código Penal, pode pegar até cinco anos de cadeia

Um voo que ia de São Paulo a Porto Seguro, na Bahia, foi interrompido na última quinta-feira (18) após o piloto retornar com o avião ao aeroporto momentos após a decolagem. O motivo: um passageiro havia acendido um cigarro dentro da aeronave.

De acordo com relato do portal Metrópoles, o avião estava no ar quando tripulantes notaram que um homem fumava em sua cadeira.

Informado sobre o ato ilícito, o comandante decidiu voltar ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, expulsar o passageiro, reabastecer, para só então seguir viagem a Porto Seguro. O avião ficou cerca de 30 minutos parado na pista antes de voltar ao céu.

“Para a segurança de todos, tivemos que retornar. Estamos fazendo os nossos procedimentos de abastecimento. Peço desculpas pelo inconveniente, mas nossa segurança sempre em primeiro lugar”, explicou o comandante aos passageiros, em vídeo divulgado pelo Metrópoles.

Empresa confirma episódio

Empresa responsável pelo voo, a Latam confirmou o retorno do avião para desembarque do passageiro por “comportamento indisciplinado”.

"A LATAM Airlines Brasil informa que solicitou apoio da Polícia Federal para realizar o desembarque de um passageiro do voo LA 3260 (São Paulo/Guarulhos - Porto Seguro) desta quinta-feira (18) em função de comportamento indisciplinado. A LATAM reforça que segue os mais elevados padrões de segurança, atendendo rigorosamente aos regulamentos de autoridades nacionais e internacionais", disse em nota.

Fumar dentro do avião é crime previsto no artigo 221 Código Penal, por “expor a aeronave ao perigo e atentar contra a segurança do transporte aéreo". O responsável pelo ato pode pegar de dois a cinco anos de prisão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos