Ping Identity acerta venda para grupo de private equity por US$2,4 bi

BENGALURU, Índia (Reuters) - A empresa de private equity Thoma Bravo anunciou a compra da Ping Identity por 2,4 bilhões de dólares, aumentando suas apostas no setor de segurança digital que tem sido um dos grandes vencedores da pandemia.

O acordo anunciado nesta quarta-feira representa um prêmio de 63% em relação ao último preço de fechamento da ação da empresa cujos serviços de autenticação e segurança são usados ​​por empresas como Chevron e HP.

Thoma Bravo tem comprado empresas de segurança eletrônica nos últimos anos. As aquisições incluíram Sophos, Proofpoint e Sailpoint Technologies.

Os analistas disseram que a compra mais recente pode funcionar bem com outras aquisições realizadas pela companhia por causa de focos semelhantes.

“Podemos prever todos eles sendo costurados como uma plataforma de identidade tudo-em-um em algum momento”, disse Rudy Kessinger, analista da D.A. Davidson, acrescentando que o negócio foi "uma das aquisições menos surpreendentes" que já viu.

A Thoma Bravo, cujos ativos sob gestão totalizam mais de 114 bilhões de dólares, também comprou empresas de software como a Anaplan nos últimos anos.

As ações da Ping Identity subiram mais de 60% nesta quarta-feira. O maior acionista da empresa é a Vista Equity Partners, com participação de quase 10%, segundo dados da Refinitiv.

A Vista comprou a Ping Identity em 2016 e a tornou pública três anos depois em uma oferta pública inicial que avaliou a empresa em 1,16 bilhão de dólares.

(Por Nivedita Balu e Akash Sriram)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos