Pintora brasileira expõe em Paris diário visual feito durante tratamento contra o câncer

Arquiteta, urbanista e paisagista, Patrícia Golombek dedicou os últimos 35 anos à pintura, especialmente aos grandes formatos. Porém, desde 2018, a artista plástica paulistana radicada nos Estados Unidos foi obrigada a diminuir o ritmo, mas sem perder a criatividade. Diagnosticada com câncer de mama e obrigada a se submeter a quimio e radioterapias, ela retratou os dois anos de luta contra a doença num diário visual. O recolhimento coincidiu com a epidemia de coronavírus, quando o mundo também parou. O resultado dessa pausa pode ser visto numa exposição individual em Paris.

“Durante dois anos, eu fiquei pintando pequenos quadros e contando tudo o que acontecia comigo e com o mundo, que parecia que tinha parado durante aquele tempo”, diz. “Primeiro o medo que eu senti quando soube dessa notícia do tratamento, o processo de ter ido para o Brasil fazer uma cirurgia e ter voltado para os Estados Unidos, onde eu moro, e ter enfrentado uma série de transformações, como ter perdido o meu cabelo”, relata. “E vou contando como tive que ficar sentada numa poltrona esperando tudo passar, o meu trabalho, as visitas que recebi”, completa.

Átimo, Átomo

Sobretudo, as pinturas refletem a maneira como o mundo lidou com os confinamentos e restrições para conter a epidemia de Covid-19. Um trabalho que questiona a sobrevivência, o tempo e a própria existência humana. “Numa dessas pinturas sobre a radioterapia, quando eu recebi uma energia que me curou, eu pinto um quadrinho com uma referência aos átomos. E aparece, no meio desse quadro, uma estrela de Davi, que seria a fé. E quando eu sou convidada para fazer esta exposição em Paris, eu penso: o que foi tudo isso que eu passei?”, questiona.


Leia mais

Leia também:
Com exposição "Aqua Mater", Sebastião Salgado lança novo alerta à crise climática em Paris
Carnaval do Rio de Janeiro é tema de exposição na França
Exposição "Histórias Afro-Atlânticas" retrata olhares cruzados sobre tráfico de escravos

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos