Pix bate recorde de 27,9 milhões de transações em um dia

·1 minuto de leitura
***FOTO DE ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, 04.12.2020 - Cliente paga conta via Pix pelo celular na padaria Big Bread, no bairro do Tatuapé, em SP. (Foto: Karime Xavier/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, 04.12.2020 - Cliente paga conta via Pix pelo celular na padaria Big Bread, no bairro do Tatuapé, em SP. (Foto: Karime Xavier/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O número de transações em um dia com Pix, sistema de pagamentos instantâneos, bateu recorde nesta quarta-feira (30). Segundo o BC (Banco Central), foram 27,9 milhões de operações ontem.

O maior número tinha sido alcançado no início de junho, com 27,5 milhões de transações em 24 horas.

O novo meio de pagamento teve adesão rápida entre os brasileiros. Segundo dados do BC, usuários do Pix movimentaram mais de R$ 1 trilhão. Em maio, foram R$ 307 bilhões em transações, com 478,6 milhões de operações.

Ainda de acordo com o BC, a maior parte das transações feitas no país são por Pix desde março. Segundo a autarquia, de novembro a maio, o valor médio de um Pix é de R$ 717.

No mês, o sistema tinha 254,3 milhões de chaves cadastradas, a maior parte formada por números aleatórios, com 78,4 milhões. Em seguida vem os CPFs, com 77,9 milhões e o celular, com 56,2 milhões.

A grande maioria das chaves foi cadastrada por pessoas físicas, com 243,9 milhões, contra 10,4 milhões de empresas.

Uma pessoa pode fazer até cinco chaves por conta-corrente e uma empresa, até 20.

Na prática, quem fizer o cadastramento das chaves não vai precisar informar todos os seus dados na hora de transferir dinheiro ou pagar conta pelo Pix. A pessoa precisará apenas falar a chave cadastrada (CPF, email ou número de celular, por exemplo).

Em maio, 68,8 milhões de brasileiros já tinham feito um Pix e 73,2 tinham pelo menos recebido um.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos