Pix deverá ter limite de transação em horários definidos pelo cliente

·1 minuto de leitura
Ilustração da capa do caderno PIX (Fernanda Giulietti/Folhapress)
Ilustração da capa do caderno PIX (Fernanda Giulietti/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Banco Central deve anunciar medidas para aumentar a segurança do Pix. Entre as mudanças previstas, os clientes poderão definir limites de valores que poderão ser movimentados em determinados horários.

O presidente da autoridade monetária, Roberto Campos Neto, disse nesta sexta-feira (27) que outras medidas estão sendo analisadas. O anúncio, segundo ele, será em breve.

"A gente deve anunciar em breve um conjunto de medidos para para que as pessoas possam eleger melhor como usar o Pix, bloquear o Pix em horários e coisas desse tipo", disse. Em seguida, afirmou que não anteciparia as mudanças.

Campos Neto participou de um encontro organizado pelo grupo empresarial Esfera Brasil e pela Febraban (Federação Brasileira dos Bancos), em São Paulo. O presidente do BC não falou com a imprensa.

Na quinta (26), os bancos encaminharam ao BC um pedido de flexibilização das regras do Pix, sistema brasileiro de pagamentos instantâneos, para dificultar a ação de criminosos.

Depois do lançamento do novo meio de pagamento, em novembro do ano passado, bandidos têm tirado vantagem da facilidade e da rapidez do Pix para aplicar golpes.

Campos atribui o número de golpes relatados à retomada das atividades. Na avaliação dele, o Pix traz elementos extras de segurança e que aumentam as chances de os golpistas serem identificados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos