Pix será devolvido em caso de fraude ou erro, diz BC

·1 minuto de leitura
Conforme anunciou hoje o Banco Central, a devolução poderá ser iniciada pela instituição do usuário recebedor, por iniciativa própria, ou por solicitação da instituição do usuário pagador
Conforme anunciou hoje o Banco Central, a devolução poderá ser iniciada pela instituição do usuário recebedor, por iniciativa própria, ou por solicitação da instituição do usuário pagador

A partir de novembro, quem for usuário do sistema Pix vai poder contar com uma mecanismo de devolução de dinheiro em caso de fraude ou falha. Conforme anunciou hoje o Banco Central, a devolução poderá ser iniciada pela instituição do usuário recebedor, por iniciativa própria, ou por solicitação da instituição do usuário pagador. As informações são do Money Times.

Caso haja uma devolução, a instituição bancária deve notificar o usuário em relação ao débito na conta. A transação também constará no extrato das movimentações. A norma está prevista para valer a partir do dia 16 de novembro.

Leia também:

Segundo o BC, o Pix já permite que o usuário que recebeu o dinheiro devolva a quantia, seja total ou parcial. A nova medida garantirá uma previsão para que as empresas façam a devolução em eventuais casos de fraude ou falha operacional.

Lançado em novembro de 2020 e já superou a marca de R$ 2 bi de transações, movimentando R$ 1,4 trilhão até 31 de maio.