Pix triplica a aceitação no e-commerce em pouco mais de um ano

Pix triplica a aceitação no e-commerce em pouco mais de um ano
Pix triplica a aceitação no e-commerce em pouco mais de um ano
  • O Pix tem aceitação de 74,6% do e-commerce;

  • Em janeiro do ano passado era aceito somente em 16,9% das lojas online;

  • Mesmo assim, ainda está atrás do cartão de crédito de dos boletos nas formas de pagamento.

Lançado oficialmente em novembro de 2020, o Pix vem ganhando cada vez mais a preferência dos brasileiros como modalidade de pagamento em compras online. Segundo levantamento da consultoria GMattos, a ferramenta tem aceitação de 74,6% do e-commerce. No primeiro mês de 2021, era aceito por somente 16,9% dos estabelecimentos eletrônicos.

Apesar do crescimento exponencial de aceitação, no mundo digital, a modalidade ainda está atrás do do cartão de crédito, que tem 98,3% e dos boletos, que têm 76,3%. Segundo o levantamento da consultoria, já na próxima edição o Pix deve assumir a segunda colocação no ranking.

O estudo ainda aponta que as promoções realizadas pelos lojistas contribuem para a aceitação da ferramenta. Cerca de 20% das lojas que aceitam a modalidade oferecem descontos de 3% a 18% para incentivar os consumidores a utilizar o Pix. Em março, a prática foi observada em 10% das lojas, metade do que foi registrado dois meses depois.

Como funciona o parcelamento via Pix?

Lançado em 2022, o Pix parcelado é uma linha de empréstimo voltada para pessoas físicas que funciona de maneira semelhante ao cartão de crédito. Na modalidade, o dinheiro é debitado diretamente da conta do cliente.

A ideia é que a pessoa faça uma compra à vista, mas pague o valor em parcelas, sem o intermédio de um cartão. Essa opção é interessante para consumidores que têm restrições no nome ou score baixo.

Apesar do Banco Central ainda não ter disponibilizado oficialmente a opção, algumas instituições financeiras já oferecem o serviço aos consumidores.

“O produto Pix Garantido, que permite o parcelamento de transações no Pix, ainda não foi lançado e não há previsão de lançamento. Nada impede que os bancos, desde já, ofertem crédito aos seus clientes para utilização em pagamentos via Pix. É um produto de cada banco", afirmou a instituição em nota.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos