PL na Câmara prevê que prédios e demais construções tenham medidores individuais de consumo de água

·1 min de leitura

O país vive hoje uma enorme crise no que diz respeito ao fornecimento de água, correndo sério risco de em futuro próximo ter sérios problemas de abastecimento em mais da metade dos 5.565 municípios existentes; além de grandes cidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e o Distrito Federal, que afetaria cerca de 125 milhões de pessoas já considerando o último censo demográfico.

Para colaborar e evitar o desperdício de água, o deputado Júlio Lopes (Progressistas), apresentou um projeto de lei na Câmara dos Deputados que determina que a partir de agora na construção de novas edificações em condominios residenciais e comercias, sejam instalados medidores individuais de consumo de água, evitando assim que os proprietários que consomem menos acabem pagando por aqueles que consomem mais e reduzindo o consumo das unidades.

— A finalidade é a de contribuir para a economia de água em todo o território nacional, além fazer com que o proprietário pague somente pelo o que realmente consumiu. Atualmente as contass mensais de água, em sua maioria, chegam aos proprietários de apartamentos, lojas e condomonios em geral, sem ser individualizada por unidade, e acaba sendo dividida, penalizando os proprietários que pouco consomem — disse.

O parlamentar explicou ainda que segundo relatório apresentado em 2014 pela Agência Nacional de Águas (ANA), a maioria dos problemas de abastecimento urbano do país está relacionado diretamente com a capacidade de produção, o que impõe a necessidade de novas alternativas técnicas para ampliar as unidades de captação, adução e tratamento.

— Creio que a colocação desses medidores irá contribuir na conscientização dos proprietários para reduzir o consumo d'água e, consequentemente, o valor da conta — explicou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos