Planalto deve gastar R$ 10 milhões com garçons para o 'bem-estar' dos servidores

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Reunião de autoridades no Planalto
Presidência da República quer gastar R$ 10 milhões com serviço de copeiros (Foto: Marcos Corrêa/ PR)
  • Presidência da República planeja gastar R$ 10 milhões com serviço de copeiros para atender servidores e autoridades

  • Justificativa é de que serviço melhora o bem-estar de servidores e o café aumenta o desempenho no trabalho

  • Gastos incluem contratação de profissionais, equipamentos e utensílios

A Presidência da República prevê gastar até R$ 10,2 milhões com o serviço de copeiros, alegando que o serviço melhora o bem-estar de servidores e que o café aumenta o desempenho no trabalho.

"O consumo de café faz parte da cultura brasileira e a contratação de um serviço que possibilite o consumo no ambiente de trabalho é comum na Administração Pública, em todas as esferas", diz o edital.

Leia também

Segundo o texto, “o serviço de copeiragem coopera para que sejam criadas as condições de trabalho satisfatórias aos colaboradores do órgão, proporcionando bem-estar e, por conseguinte, melhorando a capacidade laboral dos servidores e colaboradores que atuam junto à Presidência da República.

Os gastos incluirão pessoal, equipamentos e utensílios usados para atender autoridades no Palácio do Planalto e outras dependências. O edital estabelece a contratação de 149 profissionais, incluindo 84 garçons ou garçonetes e 52 copeiros, além de auxiliares.

Os salários dos garços será de R$ 5,4 mil e os de copeiros, R$ 4 mil.