Plano de cargos da Saúde municipal vai sair do papel em 2023, afirma ex-secretário Daniel Soranz

O Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) dos servidores da Saúde municipais vai sair do papel em 2023. A informação foi confirmada à coluna pelo ex-secretário de Saúde, Daniel Soranz. As faixas salariais e o impacto financeiro ainda devem ser avaliados pela Secretaria Municipal de Fazenda e Planejamento, mas o projeto deve ser enviado à Câmara Municipal em 2023.

O PCCS para a categoria foi uma das promessas de campanha do prefeito Eduardo Paes, que assumiu o cargo pela terceira vez no ano passado, e uma das principais demandas dos servidores. O texto, segundo Soranz, vai passar com bastante margem no parlamento, e não necessariamente a sua criação implica aumento de despesa.

O esquema prevê três carreiras, válidas para todas as áreas: especialista em saúde, para servidores com Ensino Superior completo; assistente técnico em saúde, para Ensino Médio ou Curso Tecnico completo; e auxiliar em saúde, para quem tiver Ensino Fundamental completo, incompleto ou especializante.

A progressão por tempo de serviço será a cada dois anos, entre 0 e 20 anos de atuação na rede municipal, da Nona Classe à Classe Especial B, e de 4 anos, no caso da Classe Especial A, o topo de carreira. A a

O ex-secretário ressalta, no entanto, que, apesar de se tratarem de pautas dignas, há diferença entre o plano de cargos e a reivindicação por reajuste salarial — pleiteada não apenas pelos quadros da Saúde, mas de todas as categorias do funcionalismo municipal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos