Os planos do Pentágono para a verba adicional

O presidente americano Donald Trump fala durante coletiva de imprensa na Casa Branca, no dia 16 de fevereiro de 2017

O projeto de orçamento para 2018 do presidente americano, Donald Trump, inclui um aumento de 10% para a Defesa, com uma verba total que passou de 583 bilhões de dólares para 639 bilhões, o que foi possível graças a cortes em outras áreas e programas.

Estas são as principais razões para a ampliação do orçamento do Pentágono:

- Matar os jihadistas -

O financiamento adicional "proporciona os recursos" necessários para incrementar o ritmo da guerra contra o grupo jihadista Estado Islâmico (EI). Os Estados Unidos já gastaram cerca de 13 bilhões de dólares desde o início de sua campanha contra o EI no Iraque e na Síria, em 2014, e Trump quer aumentar o número de ataques aéreos e, possivelmente, enviar mais tropas de terra.

- Preparação -

Os líderes do Exército assinalam constantemente a falta de preparação no serviço militar, enquanto os generais advertem os legisladores para a idade do equipamento, a carência crônica de fundos e a falta de efetivos para responder eficazmente às crises.

O orçamento de Trump garante que as Forças Armadas dos Estados Unidos serão "a melhor em liderança e equipamento, e a mais preparada do mundo".

- Reconstrução militar -

Trump prometeu uma "grande reconstrução" das Forças Armadas, principalmente aumentando seus efetivos e orçamento, mas não precisou como isto se dará.

O plano "começa a reconstruir as Forças Armadas dos Estados Unidos ao abordar as deficiências urgentes, tais como a falta de munição e pessoal, manutenção, modernização, vulnerabilidades cibernéticas e instalações degradadas".

O orçamento destaca apenas que é preciso gastar mais em defesa aérea, terrestre, aquática e do ciberespaço.

- Marinha -

Trump assinou em janeiro uma ordem executiva para aumentar o tamanho das Forças Armadas, prometendo novos aviões, navios e mais recursos.

O presidente planeja ter uma frota de guerra de 350 navios, contra os atuais 274 da Marinha.

O orçamento prevê "um pagamento inicial" para cumprir esta promessa.

- Oposição -

Apesar da aparente bonança, os republicanos afirmam que o orçamento militar de Trump não vai suficientemente longe, enquanto alguns democratas estão horrorizados de que o presidente queira financiar a máquina de guerra dos Estados Unidos mediante cortes profundos em outros programas e agências.

Mas o orçamento pretendido por Trump provavelmente será muito diferente do aprovado pelo Congresso.

"Está claro para quase todos que reduzimos muito as nossas forças e isto representou um dano enorme", disse o congressista republicano Mac Thornberry. "Lamentavelmente, a proposta de orçamento da administração não é suficiente para reparar este dano e reconstruir as Forças Armadas como o presidente prometeu".