Plástico ficará mais caro por conta da guerra na Ucrânia

·2 min de leitura
Aumento no preço do plástico será sentido pelo consumidor, especialmente por conta das embalagens
Aumento no preço do plástico será sentido pelo consumidor, especialmente por conta das embalagens
  • Produto é derivado do petróleo, cujo preço vem encarecendo por conta da guerra na Ucrânia;

  • Setores mais impactos pelo encarecimento do plástico serão a construção civil e o de alimentos;

  • Aumento nos preços poderá gerar também uma diminuição do PIB brasileiro.

O mundo hoje em dia é tão interconectado que mesmo uma guerra há mais de 10 mil quilômetros de distância é capaz de influenciar os preços mais comuns aqui no Brasil. Dentre os itens que já especialistas já anunciaram que devem encarecer com a guerra da Ucrânia, mais um está para entrar para a lista: plástico.

De acordo com especialistas da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e do Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec), o artigo, por ser um derivado de petróleo, o valor tende a subir dada as preocupações do mercado com o fornecimento mundial do óleo. Hoje, o preço do barril de petróleo Brent chegou a US$ 110, ou R$ 564,75.

Isto pode levar até mesmo a um agravamento da inflação no Brasil. Por ser uma matéria-prima fundamental de muitos produtos diferentes, o aumento do preço do plástico acaba por ter um efeito inflacionário em diversos setores da economia. De acordo com um estudo da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast), o produto é hoje um dos 10 insumos mais utilizados no Brasil.

Atualmente são consumidos 7,3 milhões de toneladas do material no país, sendo o setor da construção civil o principal consumidor, com uma parcela de 23,1%. Em segundo lugar está o setor de alimentos com 20,4% e depois o segmento de Artigos de Comércio, com 9,1%.

O impacto na economia do país pode ser ainda pior se for considerada a relevância do plástico para a produção interna do país. De acordo com dados do Ministério da Economia, a cada R$ 1 milhão produzidos pelo setor de transformados plásticos, há um aumento em R$ 1,3 milhão no Produto Interno Bruto (PIB) e de R$ 3,35 milhões na produção total da economia. Ou seja, uma queda no setor pode significar uma diminuição do PIB.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos