Platini e Blatter têm pedido de 18 meses de prisão

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Pedido se dá por conta do pagamento de R$ 10 milhões a Platini, então presidente da UEFA.
Pedido se dá por conta do pagamento de R$ 10 milhões a Platini, então presidente da UEFA. Foto: (FABRICE COFFRINI/AFP via Getty Images)

A Promotoria de Justiça da Suíça decidiu, na manhã desta quarta-feira, por pedir a pena de 18 meses de prisão para Michel Platini, ex-presidente da UEFA, e Joseph Blatter, ex-presidente da FIFA pela acusação de fraude que ambos sofrem. Um suposto pagamento de dois milhões de francos suíços, aproximadamente R$ 10 milhões na cotação, ao então presidente da entidade máxima do futebol na Europa no ano de 2011 passou a ser alvo de investigação em 2015.

O julgamento de ambos, que começou na última semana na cidade de Bellinzona, região sul da Suíça, é fruto da investigação que durou seis anos. O resultado, de acordo com informações publicadas pela agência de notícias AFP, será divulgado pelo Tribunal Criminal Federal de Bellinzona no próximo dia 8 de julho.

Leia também:

Entre os anos de 1998 e 2002, Michel Platini foi contratado como consultor pelo ex-presidente da FIFA. Os dois tinham um contrato, assinado no ano de 1999, em que acordava o pagamento anual de 300 mil francos suíços, mais de R$ 1,5 milhão na cotação atual, que tinha como pagador a própria FIFA.

Platini, atualmente com 66 anos de idade, foi três vezes eleito o melhor jogador do mundo na década de 1980. Um dos principais nomes do futebol mundial, foi campeão da Eurocopa no ano de 1984 com a Seleção da França, além dos inúmeros troféus levantados com as camisas de Juventus e Saint-Éttiene. Já Blatter, com 86 anos, passou a presidir a FIFA em 1998, mas foi banido do esporte.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos