PM é acionada para apurar suspeita de bomba nas proximidades do STF

Bope investiga o objeto, deixado entre o prédio do TCU e o anexo do STF

PM é acionada para apurar suspeita de bomba no STF (Foto: Divulgação/ PM-DF)
PM é acionada para apurar suspeita de bomba no STF (Foto: Divulgação/ PM-DF)

Resumo da notícia:

  • O Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) investiga suspeita de bomba no local;

  • A PM-DF divulgou uma imagem do objeto suspeito;

  • O sistema de câmeras do anexo do Supremo filmou um homem deixando uma caixa no local

Equipes da Polícia Militar estão mobilizadas próximas ao prédio do STF (Supremo Tribunal Federal) por conta de uma nova suspeita de bombas no local na tarde desta sexta-feira (30). De acordo com a corporação, o Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) investiga um objeto situado na região.

A PM-DF divulgou uma imagem do objeto suspeito que está localizado entre o prédio do TCU (Tribunal de Contas da União) e o anexo do STF.

De acordo com informações preliminares, o sistema de câmeras do anexo do Supremo filmou um homem deixando uma caixa no local, entrando em um carro e depois saindo. A possível ação terrorista aconteceu por volta das 13h.

O caso é o sétimo registrado no DF desde a última sexta (23). Até o momento, em duas ocasiões foram confirmadas a presença de explosivo.

Outros casos

No sábado (24), a Polícia Civil prendeu o empresário George Washington de Oliveira Sousa, de 54 anos, apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL), que confessou ter armado uma bomba em um caminhão próximo ao aeroporto de Brasília, alegando querer “provocar o caos” em protesto contra a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

No domingo (25), após receberem uma denúncia, policiais militares encontraram e desarmaram outro material explosivo em uma área de mata na cidade do Gama, próxima a Brasília. Os artefatos explosivos foram neutralizados pelos agentes por volta das 22:30 do mesmo dia.

Os cerca de 40 kg de explosivos estavam em uma área de mata, no encontro da estrada vicinal 383 com a DF-290, uma rodovia distrital. O local fica a cerca de 40 minutos do centro de Brasília.