PM e bombeiros são acionados para rebelião em presídio de Magé; moradores relatam tiros

·1 minuto de leitura

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados, na noite desta sexta-feira, para uma ocorrência de rebelião no Presídio Romeiro Neto, em Magé, na Baixada Flumimense. Em vídeos que circulam pelas redes sociais, moradores relatam ter ouvido diversos disparos.

"Já foram vários tiros, mais de 50", afirma um homem em uma das gravações, que cita ainda o som de bombas vindo de dentro da unidade.

De acordo com a Secretaria estadual de Administração Penitenciária (Seap), presos de uma cela iniciaram um tumulto e atearam fogo em colchões. Ainda segundo a pasta, o Grupamento de Intervenção Tática (GIT) foi acionado, "e a situação no local já está normalizada".

O 34º BPM (Magé) informou ter sido acionado para a rebelião na penitenciária por volta das 20h30. Viaturas do batalhão permaneciam no local até o fim da noite.

Já o Corpo de Bombeiros recebeu o primeiro chamado às 20h45 para uma ocorrência na Rua Rio Bonito, no bairro Saco, onde fica o presídio. De acordo com a Seap, cinco internos foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu). A pasta, porém, não informou a natureza ou a gravidade dos ferimentos.

Outro vídeo postado nas redes sociais mostra o que parecem ser parentes de presos na porta do Romeiro Neto. "A gente não tem informação, não sabe quem foi baleado, quantos feridos são. E colocaram os policiais para embarreirar as famílias", reclama uma mulher.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos