PM usa bombas de gás lacrimogênio e spray de pimenta contra indígenas durante protesto em Brasília

·1 minuto de leitura
De máscara, indígenas protestam na área externa da Câmara dos Deputados
Indígenas protestam na área externa da Câmara dos Deputados contra projeto de lei que dificulta demarcação de terra indígena (AP Photo/Eraldo Peres)
  • Polícia Militar do DF e indígenas entram em confronto durante protesto em Brasília

  • PM usou gás lacrimogênio e spray de pimenta contra indígenas

  • Indígenas teriam atirado flechas contra agentes. Entidades negam e afirmam que protesto era pacífico

Indígenas e policiais militares entraram em confronto, no início da tarde desta terça-feira (22), durante uma manifestação na área externa da Câmara dos Deputados, em Brasília.

O Conselho Indigenista Missionário (Cimi) afirmou que a PM usou bombas de gás lacrimogênio e spray de pimenta para dispersar os manifestantes. Segundo eles, a manifestação era pacífica.

Leia também:

Os indígenas teriam atirado flechas contra os agentes, segundo testemunhas. Um policial foi resgatado com um ferimento na perna.

Os indígenas protestam contra a votação do PL 490, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. A proposta dificuldade a demarcação de terras indígenas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos