PM e manifestantes entram em confronto em frente à Alerj

Vladimir Platonow - Repórter da Agência Brasil

Manifestantes participam de protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência no centro do RioVladimir Platonow/Agência Brasil

A Polícia Militar e manifestantes entraram em confronto em frente ao prédio da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Os policias usaram bombas de efeito moral e spray de pimenta para dispersar um grupo de manifestantes que está no local.

O grupo já se preparava para deixar a região, rumo ao ato principal de protesto, que será realizado na Cinelândia no final do dia, quando, por volta das 16h15, alguns manifestantes provocaram os policiais militares que fazem a segurança da Alerj.

Os manifestantes jogaram pedras e representantes de indígenas, que também participam do protesto, ameaçaram os policiais com flechas. Um mascarado jogou um coquetel molotov contra os policiais, dando início à confusão em frente à Alerj, na Rua 1º de Março.

Enquanto isso, a maioria dos manifestantes seguiu pacificamente para a Cinelândia.

Hoje, centrais sindicais convocaram uma greve geral em protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência. Em várias capitais, trabalhadores de diversas categorias não trabalharam, e vias e rodovias foram bloqueadas.