PM estoura laboratórios de cocaína e de super maconha, em Goiás

Durante ações realizadas nesta segunda-feira, em Goiás, policiais militares estouraram um laboratório de cocaína e um onde era produzida super maconha — conhecida como skunk ou skank. Ao todo, durante o patrulhamento, foram realizadas 36 prisões, dez foragidos da Justiça acabaram recapturados e houve apreensões de um fuzil e 11 armas, entre revólveres e garruchas.

Elvis Presley: Autópsia em segredo e 12 mil remédios, os mistérios que ainda cercam a morte do 'Rei do Rock'

Parto de quase 22 horas: Nasce bebê do trisal de Londrina (PR); menino terá sobrenome dos três pais

As equipes do Batalhão de Choque chegaram até a localização do laboratório de cocaína após prenderem um homem no Setor Leste Vila Nova, em Goiânia, com um quilo de cocaína. Durante a abordagem, ele disse para os PM que preparava a droga numa casa no Setor Morais. No local, além de cocaína, foram localizados também uma prensa hidráulica, porções de material usado no preparo da droga, utensílios utilizados na mistura e sacos plásticos usados como embalagem.

Já a estufa foi encontrada por agentes das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitana (Rotam) no Jardim Fonte Nova, também em Goiânia. Dois homens que produziam a super maconha foram presos em flagrante. Com eles foram encontrados vários pés da droga, porções já embaladas para a venda, materiais para plantio e cultivo e duas estufas.

Todos os suspeitos presos e o material apreendido foram encaminhados para unidades da Polícia Civil.

Diante dos fatos autor e todo material apreendido foram encaminhados a Central Geral de Flagrantes, para as providências cabíveis

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos