PM faz operação no São Leopoldo, em Belford Roxo, em busca de assassinos de policial

·2 min de leitura

Agentes do 3º Comando de Policiamento de Área (CPA) e do 39º BPM (Belford Roxo) fazem uma operação na comunidade São Leopoldo, em Belford Roxo, desde a manhã desta segunda-feira em busca dos suspeitos de matarem o policial militar Paulo Roberto da Costa Rangel, de 35 anos. Ele era lotado no 39º BPM e atuava no Destacamento de Polícia Ostensiva (DPO) do Roseiral, também em Belford Roxo. A PM ainda não divulgou o balanço da operação.

O soldado Paulo Roberto da Costa Rangel foi assassinado na madrugada desta segunda-feira quando voltava de um pagode no centro de recreação Kaliffas, no Parque São Bernardo. Ele teria sido reconhecido e seguido por criminosos quando passava de carro na Avenida Joaquim da Costa Lima, no bairro Pauline, a caminho de casa. O policial foi abordado pelo grupo, reagiu e houve troca de tiros. Paulo Roberto foi atingido no tórax do lado esquerdo do peito. Ele chegou a ser socorrido por policiais militares do 39º BPM para o Hospital Municipal de Belford Roxo, mas já chegou morto à unidade hospitalar. O corpo do agente foi encaminhado para o IML de Nova Iguaçu e já foi liberado para o sepultamento.

Paulo Roberto tinha 35 anos, era casado e deixa um filho de 2 anos de idade. Ele entrou para a PMERJ em 2019 e também corria. Ainda não há informações sobre o sepultamento do policial.

Nas redes sociais, parentes e amigos lamentaram a morte do agente, descrito como um policial orgulhoso, pai coruja e marido dedicado, cujo principal passatempo era curtir a família e os amigos. Antes de entrar para a Polícia Militar, Paulo foi militar paraquedista da Força Aérea Brasileira. Muitos ex-companheiros da corporação também prestaram homenagens.

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) investiga o caso e já realizou perícia no local do crime e no carro da vítima. Os suspeitos ainda não foram identificados pela polícia civil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos