PM flagra julgamento do 'tribunal do crime', liberta reféns e mata cinco suspeitos no PR

Um julgamento do "tribunal do crime" foi interrompido na noite desta segunda-feira pela Polícia Militar do Paraná (PM-PR) em uma chácara nos arredores de Londrina. Um casal que estava prestes a ser "julgado" foi resgatado com vida em um matagal. De acordo com a corporação, cinco suspeitos foram mortos durante troca de tiros.

Sexo na Papuda: Ministério dos Direitos Humanos vai investigar denúncia sobre mercado paralelo

Chuvas em Pernambuco: número de mortos chega a 100 e mais de 6 mil estão desabrigados

Os policiais chegaram ao local após uma denúncia anônima. Os agentes receberam a informação de que no local haveria o julgamento de um casal que estaria envolvido com um homicídio ocorrido em 25 de maio, cometido sem autorização da facção criminosa que comanda a região.

Segundo a PM-PR, dentro da chácara havia vários homens armados sendo que um deles estava posicionado no portão de entrada. O suspeito que estava na portaria teria efetuado o primeiro disparo contra os policiais.

Após uma primeira troca de tiros, dois suspeitos foram baleados: um homem e duas mulheres. Em seguida, os policiais encontraram o casal que seria "julgado". A dupla estava deitada em meio a um matagal e apontou a direção na qual fugiram os demais suspeitos.

Chuvas em Pernambuco: 'Gente, eu quero minha família', diz jovem que perdeu mais de 10 parentes em desabamento

As novas buscas resultaram em mais tiroteios no matagal, segundo a PM-PR. O resultado foi a morte de cinco pessoas supostamente ligadas a uma facção criminosa. A ação também resultou na apreensão de cinco revólveres, duas facas e três celulares.

De acordo com a PM-PR, o casal resgatado será ouvido e investigado para averiguar se eles de fato têm ligação com o assassinato de uma mulher identificada apenas como Angélica. Ela foi morta em 25 de maio e encontrada enterrada no Conjunto Flores do Campo, em Londrina.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos