PM irá investigar atuação de policiais em jogo do Fluminense

A Polícia Militar do Rio de Janeiro informou que irá abrir um "procedimento apuratório interno" para "verificar as circunstâncias da ocorrência", que envolveu PMs na noite deste domingo, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Leia: PM atira contra torcedores do Fluminense após vitória contra o Bragantino

Logo após a vitória por 2 a 1 do Fluminense sobre o Bragantino, policias atiraram balas de borracha e usaram spray de pimenta contra a torcedores que estavam na arquibancada atrás de um dos gols.

Veja o vídeo:

De acordo com a PM, "houve uma confusão entre torcedores no estádio em Volta Redonda, além de objetos terem sido arremessados contra os policiais, sendo necessário o uso de equipamentos de menor potencial ofensivo". A corporação também destacou que não há "confirmação de feridos em decorrência do fato".

Análise: Fluminense amassa o Bragantino, sofre no fim, mas vence e mantém série invicta no Brasileiro

A versão é contestada pela advogada Suellen Pontes, que estava no estádio:

— No fim do jogo, sem nada acontecer na arquibancada, a polícia atirou balas de borracha e spray de pimenta na direção dos torcedores, que apenas comemoravam a vitória do Fluminense. Não houve invasão ou violência por parte da torcida.

O Fluminense se manifestou ainda neste domingo e afirmou que iria solicitar à PM que a condutas dos policiais fosse investigada. E que o clube se solidarizava com os torcedores que foram alvos dos disparos e do uso de spray de pimenta.

Na súmula da partida, o árbitro Andre Luiz de Freitas Castro não relatou qualquer confusão ou arremesso de objetos em campo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos