PM mata irmã após discussão e é presa pelo próprio marido em São Gonçalo

Após uma discussão, a policial Rhaillayne de Oliveira de Mello, do 7º BPM (São Gonçalo), fez vários disparos com arma de fogo contra a própria irmã, que morreu na hora. O crime ocorreu no início da manhã deste sábado, dia 2, no bairro Porto Velho, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio.

Propósito de vida para internas: Presas ganham direto à guarda compartilhada dos filhos: 'Serei lembrada pela minha filha'

Sem apostas: Bingo clandestino é fechado na Barra pela Polícia e 41 apostadores são detidos

Coube ao marido da agente, que também é policial, dar voz de prisão a ela. A PM foi levada para a 73ª DP (Neves) e foi encaminhada para a Delegacia de Homicídios de Niterói.

A briga aconteceu em um posto de gasolina da região. O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 8h. A Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo vai investigar o caso.

"De acordo com a Delegacia de Homicídios Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG), a policial militar que realizou os disparos foi detida em flagrante por um PM e encaminhada à delegacia. Ela foi autuada pelo crime de homicídio. Diligências estão em andamento para apurar as circunstâncias do fato", diz a nota enviada pela Polícia Civil.

No local, a Globonews exibiu as primeiras imagens da área isolada pela polícia. O pai da vítima estava por lá mas, abalado, preferiu não falar com a imprensa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos