PM realiza quase mil ações de dispersão de aglomerações na capital paulista

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Polícia Militar promoveu 994 ações de dispersão na capital paulista entre a noite de sábado (5) e a madrugada deste domingo (6) durante ações conjuntas de combate a aglomerações.

A corporação atuou em conjunto com as Vigilâncias Sanitárias, da capital paulista e do estado, Procon-SP, Polícia Civil e Guarda Civil Metropolitana, com o chamado Comitê de Blitze.

Durante as fiscalizações, a força-tarefa flagrou mais uma festa clandestina, na qual 235 pessoas se aglomeravam em um bar, sem ventilação, bebendo e fumando narguilé (cachimbo de origem oriental), na Mooca (zona leste da capital paulista).

Do total de participantes do evento ilegal, 68 estavam sem máscara de proteção, informou o governo estadual.

Além da Moóca, a ação conjunta autuou cinco estabelecimentos comerciais nos seguintes bairros: Liberdade, Aclimação, Bela Vista e Consolação, todos na região central, e Jardim Paulista, na zona oeste da capital paulista.

Além das quase mil ações de dispersão, a PM prendeu 14 suspeitos, por crimes diversos, durante as ações de fiscalização, além de vistoriar 12 mil veículos.

Ainda entre sábado e este domingo, a força-tarefa flagrou três festas ilegais em Campos do Jordão (181 km de SP), nas quais mais de 200 pessoas estavam. Também foram notificados 25 estabelecimentos comerciais na cidade, nos quais ocorriam aglomerações.

Qualquer pessoa pode denunciar festas clandestinas e funcionamento irregular de serviços não essenciais pelo telefone 0800-771-3541 e também no site do Procon ou pelo e-mail secretarias@cvs.saude.sp.gov.br, do Centro de Vigilância Sanitária.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos