PM saca arma durante briga com vendedor de carro em Brasília; veja o vídeo

·2 min de leitura
  • PM foi filmado empunhando um revólver durante discussão com vendedor

  • O policial chega a dar voz de prisão ao rapaz após ser chamado de "vagabundo"

  • A PM defendeu o agente e afirmou que os funcionários não quiseram consertar o carro do irmão dele

Um policial militar foi filmado sacando uma arma em meio a uma discussão com um vendedor de automóveis em Brasília na tarde da última quinta-feira (4). O vídeo viralizou nas redes sociais.

De acordo com informações do portal Metrópoles, o protagonista do episódio é um sargento da Polícia Militar do Distrito Federal. Ele teria discordado do valor cobrado pelo conserto de um carro, o que teria dado início à confusão na Cidade do Automóvel.

O militar foi identificado como Bruno Lima da Cunha. A filmagem mostra ele em frente a um veículo preto, já com o revólver em punho, discutindo com um outro rapaz, vestido com o uniforme de uma concessionária da região.

Vem para cima. Estou paradinho”, diz o policial. “Não está paradinho não, rapaz. Está tudo gravado aqui”, responde o funcionário.

Bruno parece perder a paciência e chama os funcionários de “bando de picaretas”, o que irrita o rapaz, que rebate: “Quem é bando de picareta, seu vagabundo? Você é vagabundo”.

PM sacou arma durante discussão com funcionário - Foto: Reprodução
PM sacou arma durante discussão com funcionário - Foto: Reprodução

O militar, então, dá voz de prisão ao funcionário, que não recua. “É mesmo? Vem me prender aqui, fodão. Vem me chamar de vagabundo dentro da minha empresa… Vamos ver, fodão. Tu que é vagabundo, rapaz. Só porque está com uma pistola fica achando que é mais macho que os outros, vagabundo?”, esbraveja, antes do fim do vídeo.

Confusão começou após atendimento ao irmão do PM

A PMDF relatou, em nota ao Metrópoles, que o agente havia ido à concessionária para buscar o irmão, que havia deixado um carro recém-comprado no local para resolver alguns problemas. Segundo a corporação, a loja se recusou a consertar o veículo.

O policial falou para o irmão deixar o local, pois ali não seria resolvido o problema. O carro do policial foi cercado e ele teve que descer e se posicionou em condições de se defender de agressões. O carro do policial chegou a ser avariado”, alegou a corporação.

Em vídeo nas redes sociais, porém, o vendedor afirmou que ele e seus colegas foram provocados. “Esse cliente tinha um irmão da Polícia Militar e ele tentou humilhar toda a categoria. Eu e meus funcionários não admitimos isso.”

A PM explicou que todos os envolvidos foram levados para a 8ª Delegacia de Polícia (SIA). Lá, o proprietário da concessionária foi autuado por desacato e danos simples.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos