Pocah fala sobre estreia dos ensaios de seu bloco e diz que quer se casar e engravidar este ano

Pocah dará o pontapé inicial nos ensaios do “Bloco da Pocah” neste sábado (6) no Rio, com um show num espaço de eventos no bairro do Santo Cristo, no Centro. É o terceiro ano da atração, que também tem edições em São Paulo.

Galeria: Casais formados no 'BBB' seguem juntos até hoje. Veja como eles estão

E mais: Saiba quais personalidades os ex-'BBB's gostariam de ver na casa na nova edição

— O Bloco da Pocah é a realização de um sonho. O carnaval é uma época do ano muito querida para mim. Eu tenho memórias da infância e da adolescência pulando carnaval com as minhas amigas em vários e vários blocos. Então, agora poder ter um bloco meu, onde as pessoas possam criar as memórias delas em um ambiente onde eu lidero a festa, é muito incrível — diz a cantora.

Ela também se prepara para desfilar mais uma vez pela Grande Rio lançará músicas novas para o carnaval. Pocah conta que, em meio à rotina agitada, faz questão de manter os treinos físicos para aguentar a intensidade dos compromissos:

— Eu treino bastante, não só no carnaval, mas ao longo de todo ano por conta da rotina de shows. E a própria agenda frenética já me ajuda a ficar no pique. O que eu faço mais durante o carnaval, principalmente perto do desfile, é maneirar um pouco nos doces e nas besteiras.

Pocah tem, outros planos para este ano. Ela quer se casar oficialmente com Ronan Souza. Os dois ficaram noivos logo após a saída dela do “BBB” 21:

— Acho que em 2023 esse casório sai. Não temos nada concreto ainda, mas nos parece o momento certo. Estamos na fase meio “namoridos". Somos oficialmente noivos, mas, como moramos juntos, vivemos uma vida de casados. Eu estou muito feliz e realmente não posso reclamar nesse departamento. Acho que o segredo é confiança e respeito. Eu não sinto necessidade de estar grudada nele 24 horas por dia nem em cima do pescoço dele sabendo com quem está e o que está fazendo. E isso vale para mim também. Um confia no outro, respeita o outro e apoia o outro. Queremos estar juntos por escolha, e não por obrigação. Isso faz total diferença e só melhora a qualidade do tempo que passamos juntos.

Além do casamento, ela comenta que o casal pretende ter um filho em 2023:

— Eu amo ser mãe, acho que o papel mais importante da minha vida é a maternidade. Então tenho esse desejo de experimentar tudo isso mais uma vez.

Pocah já é mãe de Vitória, de um relacionamento anterior. A menina completará 7 anos em fevereiro. A cantora diz que é um desafio educá-la numa sociedade ainda dominada pelo machismo:

— A gente vive, infelizmente, uma realidade onde ser mulher é viver em constante estado de alerta. Então, como preparar uma menina para isso? Eu tento ao máximo mostrar que a mãe dela está com ela para absolutamente tudo o que ela precisar. Através de palavras e ações, mostro também a importância de ser uma mulher independente, empoderada, forte, resiliente... O maior exemplo vem de casa. Eu quero que a minha filha cresça sabendo do poder e potencial dela.

Pocah sentiu na pele os males do machismo e da misoginia e já falou abertamente sobre ter sido vítima de um relacionamento abusivo, inclusive com agressões físicas. Ela diz que, por mais difícil que seja tocar no assunto, entende a importância de fazer isso:

— Toda vez que eu toco nesse ponto da minha vida, por mais que eu caia no choro relembrando tudo, sinto que é importante, sim. Eu tenho uma voz que ecoa. Os meus relatos chegam a mulheres que já passaram, estão passando ou ainda vão passar por um relacionamento abusivo. É importante que isso seja discutido para as mulheres poderem sair dessas situações. Que elas saibam que não é normal, que não é apenas uma vez, que existe um padrão de repetição e que é um ciclo vicioso que no fim vai terminar em tragédia. Sempre que eu recebo algum relato desse tipo procuro dar o máximo de apoio possível, mostrar que ela não está sozinha.