Pocah puxa coro e dança ao som de "Bolsonaro, vai tomar no c*"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Pocah protestou contra Jair Bolsonaro em show no Rio de Janeiro
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Jair Bolsonaro
    38.º presidente do Brasil

Resumo da Notícia:

  • Pocah puxou coro e cantou contra Jair Bolsonaro

  • Ela incentivou seus fãs a xingarem o atual presidente

  • Em sua performance, ela ainda demonstrou apoio a Lula

Após Ivete Sangalo viralizar ao puxar um coro contra Jair Bolsonaro em seu show, chegou a vez de Pocah demonstrar que não está satisfeita com o atual presidente e incentivar os fãs a protestarem contra o governo.

Na apresentação, realizada no Réveillon Cheers, um dos maiores festivais LGBTQIA+ do Rio de Janeiro, a cantora fez um breve discurso sobre a chegada de 2022, alertando para as eleições presidenciais. Enquanto isso, fazia uma letra L com as mãos, gesto atribuído ao ex-presidente Lula.

"Vocês têm noção que a gente vai entrar num ano agora, em 2022, em que a gente pode clamar por paz, a gente pode clamar por saúde...", disse a cantora no trecho do vídeo, fazendo o gesto com a letra L.

No mesmo show, ela se diverte e rebola enquanto sua plateia grita "Ei, Bolsonaro, vai tomar no c*". A cantora não somente se empolgou com o coro, como também fez questão de ampliar o grito no microfone, protestando contra o presidente Jair Bolsonaro.

No encerramento de seus protestos, dá para ouvir a ex-participante do BBB21 dizer "Ai, que delícia!". Confira o momento em que ela se divertiu com o coro de protesto:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos