Pocah vota em Juliette e filha, de 5 anos, sofre racismo: “O que está acontecendo no mundo?”

·3 min de leitura
A filha de Pocah, Vitória, foi alvo de comentários racistas após o voto da cantora em Juliette no 'Big Brother Brasil 21' (Rede Globo)
A filha de Pocah, Vitória, foi alvo de comentários racistas após o voto da cantora em Juliette no 'Big Brother Brasil 21' (Rede Globo)

A reta final do ‘Big Brother Brasil 21’ está mexendo de forma errada com os nervos de algumas pessoas nas redes sociais. Nesta segunda-feira (19) o perfil oficial de Pocah compartilhou que Vitória, filha da artista de 5 anos, foi vítima de comentários racistas após o voto da cantora em Juliette no programa.

“É louco pensar que essas mensagens, direcionadas a uma criança de 5 anos, são motivadas exclusivamente porque a mãe dela resolveu... votar em um jogo de votação, né? O que está acontecendo no mundo? O que está acontecendo com as pessoas? Somos realmente da mesma espécie?”, questiona a página da artista.

Leia também:

Eles ainda mostraram prints dos comentários, com os usuários que seriam fãs da paraibana. “Se encontro a filha da Pocah na rua, dou um tapão e uma bicuda! Ela mexe com a Ju que dói em mim. Eu mexo com aquela coisinha feia que dóis mais nela”, diz um dos comentários.

Outro fala: “Petição para Pocah deixar a Juliette em paz e it pentear a bucha da filha dela”. “Essa piranha da Pocah tem que vazar logo da casa para ir cuidar daquela neguinha fedida que tá esperando ela em casa. Mexe com a Ju não”. Um último diz: “Macaca cabelo duro.”

Fãs a funkeira e de outros participantes repudiaram o crime de injúria racial praticado contra a criança. O perfil de Juliette, administrado por uma equipe próxima à maquiadora, também se posicionou na mesma rede social repudiando os atos.

“Papo rapidinho aqui: reta final, 15 dias pro fim do BBB. Veremos de tudo. Mas continuaremos sem aceitar ver, e repudiando veementemente, qualquer ataque que incite ódio ou seja CRIME. Isso é um jogo, existem limites. Atacar a filha de Pocah é um absurdo”, publicaram.

O perfil de Juliette continuou: “Nós já temos todos os prints de torcida alheia se passando por cacto pra cometer essas atrocidades racistas. Um show de horrores que passa em muito todos os limites. Cactos que fazem isso também têm o nosso repúdio. Vamos buscar ter postura e discernimento nas nossas atitudes e não ferir o próximo. Lembrando que o BBB é um jogo que mexe com vidas, mas precisamos agir com empatia e responsabilidade”, conclui.

Lembramos que racismo, na internet ou na vida real, é crime previsto no código penal na forma da lei nº 7.716, com pena de reclusão de dois a cinco anos além de multa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos