Pod Assistir: Dois Papas é propaganda religiosa?

Dois Papas. Foto: Reprodução/IMDB

Com roteiro de Anthony McCarten com direção de Fernando Meirelles, “Dois Papas” foi indicado à três categorias do Oscar em 2020, entre elas Melhor ator para Jonathan Pryce e Melhor Ator Coadjuvante para Anthony Hopkins. O filme mergulha na morte de Papa João Paulo II em 2005, quando Jorge Mario Bergolio (Pryce) e Joseph Ratzinger (Hopkins) são chamados ao Vaticano para a eleição de um novo Papa. O tradicional alemão então é eleito como Papa Bento XVI, mas Bergolio fica apenas em segundo lugar.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Sete anos depois, a Igreja Católica está afundada em denuncias de corrupção e Bento é acusado de acobertar diversos casos de chantagem e pedofilia dento da Igreja.

Enquanto isso, Bergolio está pronto para entregar sua carta de aposentadoria, mas sem resposta do Vaticano. Entretanto o argentino recebe uma carta requisitando sua presença na Itália para encontrar o Papa em seu palácio de verão.

No encontro, os dois debatem o papel da igreja e de Deus na Sociedade e, antes inimigos, aprendem a conviver com as diferenças. A reviravolta acontece quando Bento anuncia para Bergolio sua renuncia.

Mas será que o filme da Netflix incita a propaganda religiosa e “passa o pano” para a Igreja católica? Ouça já o que pensamos do longa no episódio desta semana do Pod Assistir!

O que indicamos nesta semana

Marcela (@_marcelazanetti)

The Crown (2016 - Netflix)

Criada e escrita por Peter Morgan para a Netflix, The Crown é uma série biográfica que cona a história do reinado da Rainha Elizabeth II no Reino Unido. As duas primeiras temporadas contam com Claire Foy no papel principal, mas a terceira parte chegou à Netflix em 2019 com Olivia Colman como Rainha.

Erik (@erikpaulussi)

O Irlandês (2019 - Netflix)

Outro grande indicado ao Oscar, a história de Scorsese traz Frank Sheeran, um prestador de serviços da máfia nos EUA. Em determinado momento, Frank se vê entre os interesses de Russel Bufalino (Joe Pesci), seu mentor no crime, e Jimy Hoffa (Al Pacino), líder do sindicato dos caminhoneiros dos Estados Unidos.

Lucas Carvalho

Silêncio (2016 - Telecineplay)

Também dirigido por Scorsese, com a participação de Adam Driver e Andrew Garfield, Silêncio conta a história de dois jesuítas que viajam ao Japão para tentar encontrar um missionário desaparecido. Lá eles se deparam com um governo feudal que proíbe a pregação da fé cristã e precisam dar um jeito de evangelizar os japoneses, evitar a prisão e encontrar o mestre desaparecido.