'Pode continuar voando como Superman', diz Nasa sobre a morte de Stephen Hawking; veja a repercussão

AFP

A morte do físico e pesquisador britânico Stephen William Hawking, aos 76 anos, provocou reações por todo o planeta. Veja a repercussão:

Seus filhos Lucy, Robert e Tim:

“Ele foi um grande cientista e um homem extraordinário cujo trabalho e legado viverão por muitos anos. Sua coragem e persistência com seu brilho e humor inspiraram pessoas em todo o mundo. Ele disse uma vez: ‘Não seria muito um universo se não fosse o lar das pessoas que você ama’. Nós vamos sentir falta dele para sempre”.

NASA:

“Suas teorias desbloquearam um universo de possibilidades que nós e o mundo estamos explorando. Pode continuar voando como Superman em microgravidade, como você disse aos astronautas no @Space Station em 2014”.


Theresa May, primeira-ministra britânica:

“O professor Stephen Hawking era uma mente brilhante e extraordinária – um dos grandes cientistas de sua geração. Sua coragem, humor e determinação para tirar o máximo proveito da vida foi uma inspiração. Seu legado não será esquecido”.


Cambridge University

“Olhe para as estrelas e não nos seus pés” – Professor Stephen Hawking 1942-2018

https://twitter.com/Cambridge_Uni?ref_src=twsrc%5Etfw&ref_url=https%3A%2F%2Fg1.globo.com%2Fciencia-e-saude%2Fnoticia%2Fpode-continuar-voando-como-superman-diz-nasa-sobre-a-morte-de-stephen-hawking-veja-a-repercussao.ghtml

Tim Berners-Lee, o inventor da World Wide Web:

“Nós perdemos uma mente colossal e um espírito maravilhoso. Descanse em paz, Stephen Hawking”.

Larry King, jornalista


“Uma vez perguntei a Stephen Hawking em uma entrevista o que mais o enlaça em todo o universo. ‘Mulheres’, ele respondeu. Ele fará falta. DESCANSE EM PAZ”.

 

Professor Stephen Toope, vice-reitor da Universidade de Cambridge:

“O professor Hawking foi um indivíduo único que será lembrado com calor e carinho, não só em Cambridge, mas em todo o mundo. Suas contribuições excepcionais para o conhecimento científico e a popularização da ciência e da matemática deixaram um legado indelével. Era uma inspiração para milhões. O mundo sentirá muita sua falta”.

 

Narendra Modi‏, primeiro-ministro da índia:


“O professor Stephen Hawking foi um excelente cientista e acadêmico. Sua força e tenacidade inspiraram pessoas em todo o mundo. A sua morte é angustiante. O trabalho pioneiro do professor Hawking tornou nosso mundo um lugar melhor. Que sua alma descanse em paz”.

 

Professor Lord Martin Rees, astrônomo e professor de Cosmologia e Astrofísica da Universidade de Cambridge:

“Logo depois de me inscrever como estudante de pós-graduação na Universidade de Cambridge, em 1964, encontrei um colega de estudo, dois anos antes ele estava inseguro e falou com grande dificuldade. Este era Stephen Hawking. Ele havia sido diagnosticado recentemente com uma doença degenerativa, e pensou-se que ele não poderia sobreviver o suficiente para terminar o seu doutorado. Mas, incrivelmente, ele viveu até a idade de 76 anos. Mesmo a mera sobrevivência teria sido uma maravilha médica, mas é claro que ele não apenas sobreviveu. Ele se tornou um dos cientistas mais famosos do mundo – aclamado como pesquisador líder mundial em física matemática, pelos seus livros sobre espaço, tempo e cosmos, e por seu surpreendente triunfo sobre a adversidade. A tragédia atingiu Stephen Hawking quando ele tinha apenas 22 anos. Ele foi diagnosticado com uma doença mortal, e suas expectativas caíram para zero. Ele mesmo disse que tudo o que aconteceu desde então foi um bônus. E qual é o triunfo de sua vida. Seu nome viverá nos anais da ciência, milhões de pessoas tiveram seus horizontes cósmicos ampliados por seus livros, e ainda mais, em todo o mundo, foram inspirados por um exemplo único de conquista contra todas as probabilidades – uma manifestação de vontade incrível – poder e determinação”.

 

Paul Nurse, diretor executivo e diretor do Francis Crick Institute:

“Stephen Hawking era um grande físico, um grande comunicador público e um ótimo ícone para a ciência em todo o mundo. Sentiremos muito sua falta”.

 

Matthew Colless, professor de astronomia e astrofísica na Universidade Nacional Australiana:

“Hawking era um grande cientista e uma figura inspiradora. O universo é melhor compreendido e mais interessante porque ele estava nisso”.

 

Neil deGrasse Tysson, astrofísico:

“Sua morte deixou um vácuo intelectual. Mas não está vazio. Pense nisso como uma espécie de energia de vácuo que permeia o tecido do espaço-tempo que desafia a medida”.

 

Tim Peake, astronauta:


“Ele inspirou as gerações a olhar além do nosso planeta azul e expandir a nossa compreensão do universo. Sua personalidade e gentileza farão falta. Meus pensamentos estão com a família dele”.